05/04/2019

[Crítica] Shazam!


Não vou negar. Quando o filme do Shazam! foi divulgado, eu fiquei empolgado pra caramba. Parecia que seria bem fiel ao material fonte (bom, Esquadrão Suicida também parecia, mas né?). Mas, felizmente, eu estava certo, e foi um filmão maravilhoso.

Para quem não conhece o personagem, ele é Billy Batson, um garoto de catorze anos que não tem a melhor das juventudes. Nessas idas e vindas, ele acaba indo parar numa caverna com um velho, que diz ser um mago. O tal mago está velho, e precisa de alguém de coração puro para carregar seu poder. Billy é escolhido e, ao pronunciar a palavra Shazam!, ele se transforma em um adulto, um ser super poderoso.

No filme, Billy é um garoto que não consegue parar numa família adotiva. Quando ele tinha cerca de três anos, ele se perdeu de sua mãe num parque de diversões e, desde então, tenta se virar sozinho, fugindo de todos os lugares onde o colocam, apenas para encontrar sua mãe biológica.

Ele acaba sendo adotado pela família Vasquez e, ao proteger seu novo irmão, Freddy, de apanhar dos valentões da escola, ele acaba fugindo no metrô e indo parar numa caverna esquisita. Lá, ele encontra o mago Shazam!, que o escolhe como campeão, e agora detentor de seus poderes.

Seu nome, na verdade, é uma sigla. Cada letra representa um ser de quem ele adquiriu poder:

S - Sabedoria de Salomão
H - Força de Hércules
A - Resistência de Atlas
Z - Poder de Zeus
A - Coragem de Aquiles
M - Velocidade de Mercúrio






Nós sabemos, a DC mais errou do que acertou quando tentou desenvolver seu universo cinematográfico. Batman vs Superman tem lá seus acertos, mas Esquadrão Suicida e Liga da Justiça foram uma bagunça só. A Warner/DC decidiu dar alguns passos atrás e seguir por outro caminho. Primeiro com Mulher Maravilha e depois com Aquaman. Ambos eram desacreditados, por terem sido lançados após filmes controversos e, por incrível que pareça, ambos foram muito bem, tanto em crítica como em bilheteria. E Shazam!, meus amigos, está indo pelo mesmo caminho.




O filme é sobre um menino que vira super herói. Qual criança nunca quis ser super herói? A história se desenrola de maneira fácil e coesa, de forma que nós sentimos como se fôssemos o protagonista. Sentimos seus medos e vontade de fazer merda após virar um adulto e continuar com a mente de uma criança. Mas não é só o protagonista. O elenco de apoio também é maravilhoso, principalmente Freddy (interpretado por Jack Dylan Grazer, que só depois eu fui me tocar que era Eddie de It - A Coisa). O garoto manda muito bem em cena e, em algumas vezes, rouba a cena de Zachary Levi que, me desculpem, mas nasceu para interpretar o Shazam!

Mas o filme não foca apenas na comédia. Também temos os dramas familiares e, como esperado, as inseguranças de Billy. Ele sabe que agora é um herói e, mesmo que seja apenas um adolescente, suas responsabilidades triplicaram. As cenas de ação existem, mas não tomam conta do filme, exceto pelo terceiro ato, que deixou todo mundo boquiaberto.

Mark Strong está "okay" como vilão. O bom e velho vilão que quer mais poder. Não é algo ruim, mas o ator cumpre seu papel, entregando aquilo que a gente esperava. Vamos torcer para que haja mais espaço para o personagem em uma possível continuação. Destaque para os Sete Pecados Capitais, que foram muito bem feitos. As cenas onde eles resolvem pegar pesado são de deixar qualquer um grudado na cadeira.



No geral, o filme é maravilhoso. Se você ainda tinha alguma dúvida quanto a qualidade do filme, não tenha. É um filme extremamente divertido, com algumas cenas surpreendentes e muito, muito fã service. O filme não esconde que se passa no mesmo universo dos outros filmes da DC, mas isso não significa que não possa haver referências. Freddy vestindo a camiseta do Aquaman, tem uma réplica do bat-arangue e citam diretamente o Batman e o Superman. É impossível deixar do cinema e não querer sair gritando Shazam! pelas ruas da cidade. No seu pouco, o filme fez muito, e nos entregou algo divertido, abrindo espaço para mais filmes que se passem no mesmo universo.

A DC TÁ VIVA NOS CINEMAS, AMIGOS!

Obs: a última cena do filme é um fã service de deixar os fãs ainda mais esperançosos.

Você já assistiu Shazam!? Gostou do filme? Deixa sua opinião nos comentários.

Ah, e mais uma coisa:



Nota: 



Um comentário:

  1. A DC realmente mandou muito bem. Senti uma pontinha de um segundo filme???

    ResponderExcluir

Siga-nos no Instagram @dicasdojess