10/03/2019

[Resenha] As Terras Devastadas (A Torre Negra Vol. 3)


Ficha técnica:

As Terras Devastadas
Autor: Stephen King
Ano de publicação: 2017
Nº de páginas: 528

Roland de Gilead não está mais sozinho em sua incansável busca pela Torre Negra, e também não é mais o último pistoleiro do mundo. Agora, ele está acompanhado de Eddie Dean e Susannah Dean. Ainda estão se recuperando das desventuras que os uniram no passado, e se encontram numa grande floresta no Mundo Médio.

Jake Chambers, por sua vez, retornou dos mortos, e está tendo sonhos e visões, que se tornam cada vez mais esquisitos. Todos eles têm envolvimento com outro mundo, outra realidade e, de alguma forma, Jake sabe que tudo aquilo é real.
Eles caminham por um mundo que seguiu adiante, e percebem que a jornada não será nada fácil quando Eddie é atacado por Shardik, um urso gigantesco, um dos guardiões de portais conhecido como Os Feixes de Luz. Há doze feixes no total e, no centro deles, um décimo terceiro feixe, a Torre Negra, o eixo de todo o tempo e espaço.

Aqui, além de conhecermos um pouco mais sobre o que é ka (destino) e ka-tet (um grupo de pessoas unidos pelo mesmo ka), também somos apresentados à mitologia da série, que é muito maior do que imaginamos. Nem o próprio Roland conhece tudo sobre aquelas terras. 



Se você gosta da boa e velha fantasia, A Torre Negra precisa estar em sua meta de leitura. A série é conhecida como a cereja do bolo de Stephen King, e o terceiro livro não decepciona, mesmo  dando um passo menor do que o poderia dar. Se, por um lado, A Escolha dos Três serviu para unir nossos protagonistas, As Terras Devastadas serviu para desenvolvê-los. Eddie e Susannah vão muito bem como casal, e estão aprendendo à risca cada ensinamento de Roland. Eddie, que era viciado em heroína, vê em Susannah alguém que ele pode amar, sabendo que esse sentimento será recíproco. Ela é a ambrosia dele, que sempre viveu à sombra do irmão, Henry, mas agora pode decidir por si mesmo.

Porém, um dos melhores desenvolvimentos é o de Jake Chambers. Após voltar dos mortos e passar a ter as visões sobre o Mundo Médio, o garoto amadurece bastante, tomando várias decisões, como se fosse um adulto. Ele aceita abertamente seu ka, e está disposto a morrer por ele, se necessário.

As Terras Devastadas é um breve início da bem-sucedida carreira de King. Aqui, podemos ver parte da narrativa atraente, que tornou o autor (e suas obras) tão conhecido. Personagens se desenvolvendo cada vez mais, ao mesmo tempo que conhecemos muito mais sobre o ambiente onde a história se passa. De passo curto em passo curto, nos aproximamos ainda mais da Torre Negra.

Nota:





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga-nos no Instagram @dicasdojess