05/01/2019

[Resenha] Minha Lady Jane



Minha Lady Jane é escrito por Cynthia Hand (O Último Adeus), Jodi Meadows (Trilogia Incarnate) e Brodi Ashton (Neverfall). Elas contam a história de uma jovem lady que é pouco relembrada nos livros de história da Inglaterra, porém, o jeitinho que elas contam a história é...diferente!

Quem foi Lady Jane, afinal? O rei Eduardo IV, contrariando a linha de sucessão que eram por direito de suas irmãs, nomeou Jane Grey sucessora da coroa. Jane era conhecida na corte por ser protestante, bastante educada e muito inteligente. Em 25 de maio, ela se casa com Guildford Dudley. Em 9 de julho, após a morte do rei, Jane descobre que será a nova rainha. Mas nem tudo é como parece. Jane é conhecida como a rainha dos 9 dias, já que seu reinado durou apenas isso. Durante esses dias, Maria, irmã de Eduardo IV, conquistou aliados por toda Inglaterra, e com o apoio tanto governamental quanto do próprio povo, ela tomou posse do reinado, fazendo de Jane sua prisioneira. O pai de Jane Grey armou uma rebelião contra Maria, que por sua vez condenou Jane, mesmo que ela não tivesse feito nada, a ser executada junto de seu esposo. Maria permaneceu no trono por 5 anos, até morrer é ser substituída por Elizabeth I.

Fonte: Revista Galileu


No entanto, como já mencionei, Minha Lady Jane é uma versão um tanto quanto diferente. Os acontecimentos seguem a história até certo ponto, mas depois as autoras jogam a história pela janela, como elas mesmo disseram! A começar pelos Edianos. Não vou me aprofundar muito nisso, afinal, como é uma história baseada em fatos reais (literalmente real, com coroa e tudo haha) já começamos a história sabendo demais.

Apenas saibam que a história começa nos apresentando o Rei Eduardo, lidando com a probabilidade altíssima de morrer aos 16 anos por causa da moléstia (mas é claro que nem tudo é o que parece ser), e para que o trono não fique nas mãos de sua irmã mais velha e armagurada Maria, a próxima na linha de sucessão, ele se deixa ser convencido a passar a coroa para sua amada prima e melhor amiga, Jane. Porém, como poderia Jane, uma mulher, governar o reino? Eles tinham uma solução, é claro. Jane se casaria com Gifford, filho do Lorde Dudley, e juntos teriam um filho. E então teriam um rei. Um sucessor. E é claro que todos esqueceram de avisar que nossa linda e perspicaz Lady estava se casando com um...garanhão. Um de verdade.

Acontece que Gê, como ele prefere ser chamado, passava seus dias na forma de um cavalo. Sem saber como controlar o que ele afirmava ser uma maldição, O jovem rapaz ao nascer do sol, involuntariamente se transformava no animal, e apesar dos outros Edianos (pessoas que se transformavam em determinados animais) conseguirem controlar facilmente a transição, para Gê, isso era impossível. Só voltava a andar sob duas pernas quando o sol se punha.



O livro é narrado sob três pontos de vista: Eduardo, Jane e Gifford (nessa ordem). Os capítulos possuem em média 6 a 10 páginas. Como nunca li nada de nenhuma das autoras, não consigo identificar as características de cada uma como escritora, que provavelmente estão presentes na história. A história segue um fluxo bastante prazeroso, dando cada vez mais vontade de dar continuidade na leitura. O livro está recheado de momentos divertidos, sem contar a narrativa das autoras, que é uma diversão a parte.

Diversas vezes no livro elas se comunicam com o leitor, dando algum aviso, que em muitas das vezes me deixaram ainda mais ansiosa pelas próximas páginas. Como vocês puderam notar, apesar de ser baseado em fatos reais, as escritoras adicionaram uma pitada (beeeem generosa) de magia e humor, e o resultado foi maravilhoso! Os personagens são cativantes, tenho que dizer, a sensação de ler um livro onde se é possível apaixonar pela maioria dos personagens, não somente pelos protagonistas, é deliciosa. Durante a leitura, desejei não só uma, mas várias vezes, poder ser amiga de todos aqueles personagens: Jane, Gê, Eduardo, Pet, Gracie (maravilhosa) e muitos outros. Depois de tudo isso, não preciso nem mencionar que esse livro entra fácil pra uma das leituras mais divertidas e gostosa que fiz nos últimos tempos!

Nota:




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga-nos no Instagram @dicasdojess