14/11/2018

[Resenha] Deuses Caídos



Ficha Técnica:

Nome: Deuses Caídos
Autor: Gabriel Tennyson
Ano de publicação: 2018
Nº de páginas: 288

Literatura nacional vai bem, obrigado. Tá excelente, pra falar a verdade. Se você não gosta de literatura nacional, meu amigo, eu lamento muito por você.


Deuses Caídos nos apresenta uma história diferente de tudo o que já vimos. Um vídeo cai na internet. Um apóstolo, acusado por sonegar impostos, está sendo brutalmente torturado. O sequestrador deixa à mercê dos expectadores matar o homem ou não, através do número de likes / dislikes.
O começo já é bizarro por si só, mas tudo piora. Somos apresentados à Judas Cipriano, um padre nada tradicional. Cipriano é membro da Sociedade de São Tomé, uma ramificação da igreja responsável por lidar com casos sobrenaturais, como exorcismos. Além disso, é descendente do próprio São Cipriano. Mas ele tem lá suas particularidades, então não espere um padre comum.


Cipriano envolve-se no caso, pois imagina que há algo de sobrenatural em tudo isso. Por isso, ele acaba contando com a ajuda de Júlia, uma investigadora, que não sabe do lado paranormal de Cipriano.

Ele sabe que não é uma criatura comum, mas tudo indica que pode ser uma das criaturas mais poderosas que já enfrentou. Numa corrida contra o tempo para descobrir o que está acontecendo, mais pessoas estão morrendo. Cipriano será rápido o bastante para salvar a próxima vítima?



O livro envolve várias religiões, com um serial killer que mata pecadores, pensando ser o novo messias. Se você tem a mente um pouco fechada pra esse assunto, esse livro não é pra você. Deuses Caídos é pra quem tem pulso firme e sangue no olho.

A história se passa no Rio de Janeiro e, mesmo se você não morar lá, vai se sentir em casa. A escrita de Tennyson é fluida e, de certa forma, fora da caixinha. Se o personagem tiver que falar com sotaque, ele vai falar. Se tiver que xingar, ou usar expressões +18 (que muitos autores tentam privar em suas histórias), ele vai usar também. Isso não deveria ser um mérito, mas acaba deixando a história mais natural, seguindo seu próprio fluxo.

O gore aqui é inevitável. Vísceras voam, sangue é derramado e muito, muito mais. O autor soube muito bem como mesclar o terror, o suspense e a fantasia urbana pra criar uma história fantástica. Tudo se mistura pra criar algo sujo, mas maravilhoso. E, por mais absurdo que algumas coisas pareçam, sabemos que elas fazem parte da nossa realidade.

Mas o melhor fica para os personagens. Tu pode esperar de tudo. Vampiros, golens, fadas dos dentes. Cada um deles vai te surpreender. Cipriano? O melhor deles. Fazia tempo que eu não via um protagonista tão cativante, tão atormentado e tão "foda-se" pra tudo. E ISSO SE ENCAIXOU PERFEITAMENTE NA HISTÓRIA.

Com Deuses Caídos, Gabriel Tennyson dá uma nova voz ao terror nacional, mostrando que podemos sair da caixinha e produzir algo de extrema qualidade. O livro foi uma tremenda surpresa e, sem sombra de dúvidas, uma das melhores leituras do ano.

Ainda em tempo: Deuses Caídos será adaptado para a TV!

Nota:







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga-nos no Instagram @dicasdojess