23/06/2018

[Resenha] Interferências, de Connie Willis


Ficha Técnica:

Interferências
Autora: Connie Willis
Ano de publicação: 2018
Nº de páginas: 464


Vocês sabem, ainda estou começando a ler ficção científica e, até agora, fiz ótimas escolhas, obrigado. Primeiro foi Justiça Ancilar, e agora foi Interferências, da incrível autora Connie Willis. Confiram minha opinião sobre a obra:

Ao menos uma vez na vida, você já deve ter ouvido a frase "vai dar ruim", e é exatamente isso que pensei quando li a sinopse do livro. Num futuro não tão distante, uma tecnologia possibilita que um casal esteja cada vez mais conectado. Imaginem que o Jack e a Rose façam a cirurgia. Um poderia sentir o amor que seu parceiro sente por si mesmo. É, tem tudo pra dar ruim, e está cada vez mais na moda. É por isso que Briddey fica "contente" quando Trent, seu namorado, sugerem que eles façam o EED (a cirurgia que possibilita a tal conexão) antes de se casarem, para melhorar ainda mais a relação. Num contexto geral, é bem romântico, e tem tudo pra dar certo.


Mas dá errado. Briddey acaba se conectando com outro funcionário da empresa que trabalha, e não com Trent. Ela fica desesperada, é claro, porque eles não se conectam de forma romântica, mas telepática. Telepatia que, até então, era algo considerado impossível, está bem aqui, ao seu alcance. Agora, resta a Briddey aceitar a ajuda de seu novo amigo para controlar sua telepatia e, ao mesmo tempo, descobrir por quê seu EED deu errado.

Briddey é de origem irlandesa (já amei o livro desde que descobri isso), e sua família é bem peculiar. Sua família faz o tipo SUPERprotetora (o super precisava ser em caps lock), e Maeve, sua sobrinha de nove anos, acaba sendo a pessoa mais normal, e a única que compreende Briddey (além de ser minha personagem favorita do livro).








O livro sabe bem como mesclar a ficção científica com o romance e o suspense. Em algumas partes, a narração fica um pouco arrastada, mas não atrapalha o desfecho do livro. A autora criou personagens incríveis, e soube como trabalhar cada um deles. A escrita é fluída, e há tantas referências que você vai até se perder.

Interferências é um livro leve, mas com um bom enredo. Você vai rir, e vai sentir vontade de bater em alguns personagens. Descobrimos o valor da amizade e da confiança, além de reforçar a ideia de que é gigantesca a probabilidade de mexer com algo que você não conhece. Se você busca fugir um pouco da rotina, esse livro é exatamente o que você procura. E, se ao final do livro, Maeve não for sua personagem favorita, você leu errado.

Nota: 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga-nos no Instagram @dicasdojess