19/12/2017

[Resenha] A Biblioteca Invisível



Ficha Técnica


A Biblioteca Invisível
Autora: Genevieve Cogman
Ano de Lançamento: 2016
Nº de Páginas: 367

A Editora Morro Branco está surpreendendo todo mundo no mercado literário. Poucos livros publicados (a editora estreou no mercado editorial em agosto de 2016), mas olha, meus amigos, é um livro mais maravilhoso que o outro. E hey, cá entre nós, tá permitido formar uma wishlist só com os livros da editora. E tem forma melhor de chegar ao mercado editorial do que publicando um livro maravilhoso? Sim, meus amigos. A Biblioteca Invisível foi o primeiro livro da editora, nos mostrando que eles não estão de brincadeira.

Se você está aqui, é porque gosta de livros, certo? Vamos supor que você tem o dom de atravessar universos alternativos e conseguir livros importantes, para uma coleção gigantesca. Um exemplo rapidinho: em algum lugar entre os universos paralelos, há um livro chamado O Último Gole, de Stephen King. Esse livro não existe em nenhum outro lugar, e é isso que o torna tão especial, a ponto de você ir até lá pegá-lo. Bom, é um dom e tanto, né? Quem não iria querer?


E é isso que ocorre em A Biblioteca Invisível. Nós somos apresentados à Irene, uma agente da Biblioteca. A Biblioteca Invisível é exatamente o que descrevi. Uma sociedade secreta, invisível aos olhos, existindo fora do tempo e do espaço, colecionando livros e manuscritos de realidades diferentes. Irene e Kai, seu novo assistente, são enviados para uma Londres alternativa, com a missão de encontrar um livro dos Irmãos Grimm. Chegando lá, se decepcionam. O livro havia sido roubado.

A partir daí, o circo começa a pegar fogo, e nós somos envolvidos num mundo de criaturas, mistérios, traições, magias e sociedades secretas. Afinal, quem sabia da existência do livro, e de sua importância? É essa a pergunta que move boa parte do enredo e, a cada nova página, aliados e inimigos surgem, deixando-nos ainda mais curiosos sobre cada ponta solta. Ah, os protagonistas. É difícil decidir quem possui mais mistério: a história em si ou o passado de nossos aventureiros. Cada um dos personagens esconde algo muito importante sobre seu passado, e nem tudo é revelado ao final do livro.

Genevieve criou uma história impecável. O livro é curto, e a leitura é muito fluída. Se você acordar cedo no Natal, terá acabado de ler antes da meia noite. A Biblioteca Invisível é tudo o que todos nós, leitores, sempre quisemos. Um lugar gigantesco, com todos os livros que quisermos. Além de tudo, a ideia de que a Biblioteca seja um lugar fora do espaço-tempo é genial. Imagine poder visitar uma Nova York alternativa, dominada por jacarés.

Tudo isso, claro, sem mencionar a Linguagem, uma das coisas mais incríveis que já vi no universo literário, e que TODO MUNDO gostaria de fazer. Basicamente, você pode dar ordens às coisas, e elas te obedecerão. Entretanto, você precisa ser bem específico, ou coisas ruins aconteceriam. Quer que uma porta se abra? É só dizer tranca da porta, destranque-se.

Se você está procurando um livro de fácil leitura e simplesmente inesquecível, A Biblioteca Invisível precisa ser sua próxima aquisição. Acima de tudo o que mencionei, ele é um livro sobre livros feito especialmente para nós, leitores. E, se o que eu disse não foi o suficiente para te convencer, lembre-se da capa, lembre-se da maravilhosa capa, e de como os detalhes dourados dela brilham. Muito bem, Morro Branco. Mandou muito bem.

Ah, além do mais, não é livro único. A editora publicou recentemente A Cidade das Máscaras, o segundo de CINCO volumes que a série terá (lá fora, já estamos no quarto volume).

Nota:







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga-nos no Instagram @dicasdojess