16/10/2018

[Curiosidades] SS Ourang Medan, o navio fantasma



O tema "navio fantasma" figura entre vários filmes, livros e documentários, e você provavelmente já conhece uma dessas histórias. Entretanto, poucas são tão macabras quanto essa. Entre junho de 1947 e fevereiro de 1948, aconteceu algo que deixa muita gente de cabelo em pé até hoje. Dois navios americanos navegavam pelo estreito de Malaca, próximo à costa da Malásia, quando receberam um pedido de socorro. A mensagem era assustadora:


"Pedimos o auxílio de qualquer embarcação próxima. Todos os oficiais, inclusive o capitão, estão mortos, caídos na sala de mapas e na ponte. Provavelmente toda a tripulação está morta". Depois, algumas palavras foram pronunciadas, mas somente duas puderam ser ouvidas com exatidão: "eu" e "morro".

O pedido de socorro foi recebido pelos navios americanos, e também por postos de escuta britânicos e holandeses. Esses postos de escuta conseguiram triangular a fonte daquela mensagem, e deduziram que deveria ser o SS Ourang Medan, um cargueiro holandês, que estava navegando no estreio de Malaca. Um dos navios americanos, o Silver Star, era o que estava mais próximo do local, e seu capitão ordenou que partissem imediatamente para o local. Aparentemente, não havia tripulante vivo, então o capitão do Silver Star ordenou que um grupo fosse até lá. Mal sabiam eles que estavam prestes a entrar para a história, estando envolvidos num dos maiores mistérios navais.

Todas as pessoas dentro do SS Ourang Medan estavam mortas. Os olhos estavam arregalados, como se estivessem aterrorizados com alguma coisa. Alguns estavam com os braços esticados, como se estivessem apontando para algo, ou tentando agarrar alguma coisa. Até mesmo o cachorro do navio estava petrificado de medo. Encontraram os restos do capitão na ponte de comando.

Descendo ao depósito do navio, os oficiais do Silver Star afirmaram estarem sentindo um frio imenso quando alcançaram o ponto mais baixo do porão, mesmo que, no exterior, estivesse fazendo 40º. Não encontraram a causa das mortes, nem danos no navio. Tudo estava intacto.


O capitão do Silver Star decidiu rebocar o SS Ourang Medan, mas o plano não deu certo. Fumaça começou a sair dos porões do navio, e não demorou até que o navio explodisse e afundasse rapidamente, levando consigo toda e qualquer evidência do que havia acontecido ali.
Ninguém sabe, de fato, se a história do SS Ourang Medan é real. Há histórias sobre o caso, mas não um relato oficial. A história veio a público quando um jornal holandês publicou um artigo mencionando o caso, mas sem mencionar o nome do navio. O autor e historiador Roy Bainton foi quem fez as descobertas mais significativas, as quais ele colocou num livro, o The Mammoth Book of Unexplained Phenomena: From bizarre biology to inexplicable astronomy.

De acordo com o livro, o Silver Star realmente existiu. Ele foi construído em 1942 com o nome de Santa Cecília. Posteriormente, foi rebatizado de Silver Star e, em seguida, de Santa Juana. O navio foi desmantelado em 1971. Preste atenção. Na época do acontecido, o navio se chamava Santa Cecília, não Silver Star.

Alguns historiadores especulam que, se o Ourang Medan foi real, ele provavelmente viria de Sumatra, uma província holandesa. Em indonésio, Ourang Medan significa Homem de Medan (Medan é a maior ilha de Sumatra).


Roy Bainton conheceu o professor Theodor Siersdofer, da Alemanha, que pesquisou o caso durante os anos 50 e foi o único a descobrir o nome dos navios norte-americanos que captaram o pedido de socorro do Ourang Medan. Siersdofer entregou para Roy 32 páginas em alemão, escrito em 1954, por Otto Mielke, intitulado O Barco da Morte do Sul. Mielke parecia saber muito sobre o navio, incluindo a carga e a potência do motor. Segundo as anotações de Mielke, o porão nº4, onde teria iniciado a explosão, trazia uma carga bastante perigosa.

"... Há uma explicação tentadora para o desaparecimento físico do barco e seu sumiço nos registros. Mielke menciona um carregamento misto, muito letal no barco, 'Zyankali' (Cianeto de potássio) e nitroglicerina".

A dona do navio foi procurada para dar pistas sobre a tripulação, mas sua única resposta foi o silêncio. Então, resta-nos apenas especular sobre o que poderia ter acontecido ao SS Ourang Medan.

Fontes: Assombrado, Megacurioso


Nenhum comentário:

Postar um comentário