16/04/2018

[Resenha] A Mulher Entre Nós


Ficha Técnica

A Mulher Entre Nós
Autoras: Greer Hendricks e Sarah Pekkanen
Ano de Lançamento: 2018
Nº de páginas: 352


E, temos aqui, mais um livro disposto a nos surpreender.

Recebi da Editora Paralela (parceria) o livro A Mulher Entre Nós. Primeiro, foi inesperado. No mesmo dia em que recebi o e-mail, avisando sobre o recebimento do livro, o exemplar chegou em minha casa. Junto com ele, um pequeno envelope, contendo tachinhas, papéis com alguns nomes e um cordão, além de uma cartinha. A editora queria que nós montássemos um painel de investigação, com a intenção de nos aprofundarmos ainda mais na história. Se todo esse suspense era para me deixar curioso sobre o livro, funcionou.



A história nos apresenta Vanessa, uma mulher de 37 anos, recém-separada. Sair de um casamento não é fácil, mas foi só o começo de suas perdas. Ela viu sua vida perfeita tornar-se a sombra do fundo do poço. Richard, seu ex-marido, está noivo da mulher com quem ele traía Vanessa. Ela pensou que era só um caso, mas ficou full pistola quando descobriu que seu ex-marido estava prestes a se casar. Se sua vida estava ruindo, que ao menos tivesse um grand finale. Ela traçou um único objetivo: impedir esse casamento a qualquer custo.

O livro é dividido em três partes. Na primeira parte, cada capítulo é narrado por um ponto-de-vista. Os capítulos de Vanessa são narrados em primeira pessoa, enquanto os da noiva de Richard são narrados em terceira. A cada capítulo, uma descoberta até "mais ou menos". Porém, meus amigos, o final da primeira parte foi uma das coisas mais blowmind que eu já li em toda a minha vida. De verdade, fiquei raciocinando durante uns 15 minutos, só pra conseguir assimilar aquela informação.


Meus amigos, daí em diante é plot twist atrás de plot twist. Conselho de amigo. Não tente nem ao menos fingir que você sabe como a história vai acabar. Quando pensamos que finalmente descobrimos o que vai acontecer, as autoras nos mostram algo totalmente diferente do que estávamos pensando.

A escrita de Greer e Sarah flui bem. Em nenhum momento pensei em largar o livro. Pelo contrário, cada página só me deixava ainda mais ansioso para o final. Além do bom e velho suspense, a história nos mostra como um casamento perfeito também pode ruir, e que sempre haverá três lados da história: o dele, o dela e a verdade absoluta. Os personagens não são rasos. Nós nos importamos com eles, e só queremos que tudo aquilo acabe bem, de uma forma ou de outra. Porém, a cada nova revelação, fica difícil saber para quem estamos torcendo. Numa trama recheada de amor, ódio e vingança, nunca é fácil descobrir em quem devemos confiar.

A diagramação da editora também ajudou. E, mais uma vez, diálogos narrados com aspas (padrão dos livros em inglês), e não com travessões. Quem não está acostumado com isso, talvez estranhe um pouco no começo, mas não atrapalha em nada a leitura.

Se você gosta de um bom suspense psicológico, do tipo que desgraça a sua mente, A Mulher Entre Nós é o livro perfeito para você. E, como eu disse, chega de fazer suposições. Você precisa ler o livro para entender do que estou falando.

Nota:





2 comentários:

  1. Fiquei interessada pra ler, só a não gosto de diálogos com aspas, da impressão de pensamentos, não diálogos... Mas parece ser um excelente livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É questão de costume mesmo. Como leio bastante em inglês, já me acostumei.
      Pode ler sem medo. Ele é excelente mesmo

      Excluir