01/12/2017

[Novidades] Intrínseca se posiciona sobre a série A Roda do Tempo

Demorou, mas finalmente aconteceu!

Há alguns anos, a Editora Intrínseca anunciou que adquiriu os direitos de publicação da série A Roda do Tempo. A série é bem grandinha (são 14 livros). Ela foi iniciada por Robert Jordan. Quando Jordan morreu, foi Brandon Sanderson (Elantris, Mistborn) quem deu continuidade aos livros. No exterior, a série é extremamente elogiada, e os leitores brasileiros comemoraram com louvor quando a editora anunciou que publicaria um livro a cada seis meses.

Mas não foi o que aconteceu. Já faz um tempo desde que o quinto livro foi publicado e, infelizmente, o primeiro livro estava simplesmente esgotado na versão física. Ou seja, se você quisesse lê-lo, teria de ser e-book, emprestado ou adquirido num sebo. E, o pior de tudo, a editora queria dar continuidade à saga. Continuar publicando os livros seguintes, sem reimprimir o primeiro livro. Era justo com os leitores? Claro que não. Vários leitores queriam iniciar a leitura, mas ninguém quer começar uma história pelo segundo livro. Nós lutamos, batalhamos, imploramos, mas eles não cederam. Disseram que não havia planos para a reimpressão de O Olho do Mundo.

Até agora.



Os leitores resolveram correr atrás. Reuniram-se, e através de posts e e-mails, finalmente conseguiram chamar a atenção da editora. E as notícias são positivas!

- O sexto livro da série será publicado em 2018;
- Vai ter reimpressão de O Olho do Mundo SIM!

Infelizmente, eles disseram que, por enquanto, não há informações sobre a publicação dos livros seguintes, o que significa que, por enquanto, nada de um livro a cada seis meses. Porém, prometeram que voltarão a divulgar a série, principalmente com a publicação do sexto livro se aproximando.




Com o primeiro livro sendo reimpresso, vamos conhecer um pouco mais sobre a série. Abaixo, podem conferir as sinopses dos livros que já foram publicados aqui no Brasil.


O Olho do Mundo: Um dia houve uma guerra tão definitiva que rompeu o mundo, e no girar da Roda do Tempo o que ficou na memória dos homens virou esteio das lendas. Como a que diz que, quando as forças tenebrosas se reerguerem, o poder de combatê-las renascerá em um único homem, o Dragão, que trará de volta a guerra e, de novo, tudo se fragmentará.

Nesse cenário em que trevas e redenção são igualmente temidas, vive Rand al’Thor, um jovem de uma vila pacata na região dos Dois Rios. É a época dos festejos de final de inverno — o mais rigoroso das últimas décadas —, e mesmo na agitação que antecipa o festival, chama a atenção a chegada de uma misteriosa forasteira.

Quando a vila é invadida por bestas que para a maioria dos homens pertenciam apenas ao universo das lendas, a mulher não só ajuda Rand e seus amigos a escapar dali, como os conduz àquela que será a maior de todas as jornadas. A desconhecida é uma Aes Sedai, artífice do poder que move a Roda do Tempo, e acredita que Rand seja o profético Dragão Renascido — aquele que poderá salvar ou destruir o mundo.


A Grande Caçada: A Roda do Tempo gira, e Eras vêm e vão, deixando memórias que se transformam em lendas. Há séculos os menestréis narram a Grande Caçada à Trombeta de Valere, que muitos pensavam não passar de uma história, e agora foi encontrada. Ela seria usada para convocar heróis mortos de seus túmulos para lutar contra o Tenebroso, mas alguém a roubou.

Rand al’Thor, Mat Cauthon e Perrin Aybara juntam-se aos soldados shienarianos, dispostos a sacrificar a própria vida para recuperar o artefato. No entanto, há algo que Rand teme ainda mais do que as forças do Tenebroso: a mácula de saidin. Rand sabe que está condenado à loucura e à morte e se pergunta se conseguirá ajudar seus amigos antes que isso aconteça ou se será ele próprio o responsável por destruí-los.






O Dragão Renascido: As profecias do Dragão predizem que a Pedra de Tear, a lendária fortaleza, cairá quando Callandor, A Espada Que Não Pode Ser Tocada, for empunhada pelo Dragão. Será um dos sinais de que ele de fato renasceu e que a Última Batalha se aproxima. Rand al’Thor, recém-proclamado Dragão Renascido, ainda tem dúvidas sobre seu destino, e decide que é hora de partir sozinho em sua jornada.

Enquanto isso, Nynaeve, Egwene e Elayne seguem para Tar Valon, onde Mat precisa ser Curado ou morrerá. Entretanto, com a presença da Ajah Negra na Torre Branca, as jovens logo descobrem que suas próprias vidas correm perigo. Perrin, por sua vez, acompanha Moiraine na busca por Rand. Todos os caminhos parecem levar a Tear, onde o Dragão Renascido enfrentará um desafio que pode pôr tudo a perder.





A Ascensão da Sombra: Os lacres de Shayol Ghul enfraquecem, e o Tenebroso avança. A sombra se ergue para encobrir definitivamente a humanidade. Em Tar Valon, Min tem visões de um destino terrível. Será o fim da Torre Branca? Em Dois Rios, os Mantos-brancos caçam o homem de olhos dourados e o Dragão Renascido. Em Cantorin, junto ao povo do mar, A Grã-lady Suroth vislumbra o retorno dos exércitos Seanchan ao continente. Enquanto na Pedra de Tear, o Lorde Dragão planeja seu próximo passo e ninguém será capaz de prevê-lo. Nem a Ajah Negra, as nobres de Tairen ou as Aes Sedai, nem mesmo Egwene, Elayne e Nynaeve. Declarado o escolhido da antiga profecia, Rand al’Thor, o Dragão Renascido, precisa seguir em frente e cumprir seu destino: proteger o mundo do retorno do Tenebroso.





As Chamas do Paraíso:  Depois de uma perigosa jornada ao Deserto Aiel, Rand se consagrou como Aquele Que Vem Com a Aurora, conforme profetizado por seu novo povo. Ter um exército de homens e mulheres extremamente hábeis na batalha deveria ser uma vantagem, mas, conforme se apega aos novos aliados, o Car'a'carn, chefe dos chefes, se sente cada vez mais vulnerável às tramas de seus inimigos.

Enquanto isso, Nynaeve e Elayne perdem aliadas importantes e ganham uma poderosa inimiga. Após a expulsão de Siuan Sanche da Torre Branca, as duas Aceitas devem tentar encontrar as poucas Aes Sedais que continuam fiéis à sua causa. Porém, Moghedien está à espreita, determinada a capturar Nynaeve em sua teia.







   


Nenhum comentário:

Postar um comentário