16/09/2017

[Resenha] Tempest

Quem nunca quis viajar no tempo? Voltar ao passado e tomar uma decisão diferente, por mais que seja algo simples, como trocar o sabor do sorvete. É inevitável, não posso negar. Como vocês sabem, sou apaixonado por toda e qualquer coisa relacionada à viagens no tempo, tanto é que fiz um post só sobre isso (confira aqui).
Há algum tempo, por acaso, acabei encontrando o box de Tempest, uma trilogia sobre viagens no tempo. O tema me conquistou logo de cara, e a sinopse me pegou de vez. Na época, não pude comprar o box (hello, darkness, my old friend), mas agora eu o tenho e, incrivelmente, li Tempest, o primeiro livro, em pouco mais de 24h, levando em conta trabalho e faculdade.

Em 2009, o jovem Jackson Meyer descobre que pode viajar no tempo, mas apenas antes de seu momento atual, ou seja, ele não pode viajar para o futuro. Ah, não é tão ruim assim, e tem uma coisa boa nisso. Se ele voltar para o passado e alterar algo, isso não altera a sua linha do tempo principal. Se ele voltar dois dias no tempo e ir até uma loja de quadrinhos, no tempo presente, a vendedora nunca terá se lembrado dele.

Quando você é um viajante do tempo, por mais maneiro que seja, você não pode sair contando isso pra todo mundo. Jackson não descobriu sua habilidade há tanto tempo, ou seja, ele mal conhece a extensão de seus poderes, e contar isso para alguém poderia resultar em acontecimentos catastróficos. É por isso que, além de Jackson, o único a saber disso é Adam, seu melhor amigo. Segundo Jackson, Adam é um gênio da ciência, e somente ele poderia entendê-lo. Ele não contou nem mesmo para Holly, sua namorada, porque não queria colocar a garota em risco. Com o tempo, ambos passaram a fazer experiências, mesmo sem fazer ideia do que estavam planejando. Eles só queriam saber até onde Jackson poderia chegar.





Num momento totalmente inesperado, dois homens armados invadem o quarto onde Holly e Jackson estão. Os dois jovens tentam fugir, mas Holly acaba sendo baleada, e Jackson dá um salto no tempo, indo parar em 2007, dois anos antes. Porém, esse salto é diferente de todos os saltos anteriores. Por mais que ele tente voltar para sua base principal, ele não consegue. É como se alguma coisa o impedisse. Ele não saltou dois dias no tempo, foram dois anos. Algo estava errado, e ele precisava descobrir o que era. Pra isso, resolveu testar sua nova habilidade, alternando entre sua nova base principal, o ano de 2007, e voltando para anos anteriores, na tentativa de descobrir algo novo, fosse sobre sua habilidade ou sobre sua família, já que sua mãe morreu durante seu parto e sua irmã gêmea, Courtney, morrera anos antes. Seu pai, dono de uma grande empresa farmacêutica, não era um pai muito presente, ficando mais tempo no trabalho do que em casa. Jackson fingia não se importar, mas queria ter mais tempo com o próprio pai.

Tempest é o primeiro livro da autora, e olha, ela começou com uns três pés direitos no mundo literário, porque o livro é bom demais. Os personagens são cativantes, e todos os mistérios só deixam o livro cada vez mais maravilhoso. A cada viagem no tempo, Jackson descobre um pouco mais sobre suas habilidades, e acaba descobrindo que os homens que invadiram o quarto e mataram Holly são viajantes do tempo, assim como ele. A notícia pega-o de surpresa, já que descobre não ser o único viajante do tempo. Mas as coisas não param por aí. Esses viajantes, conhecidos como Inimigos do Tempo, estão atrás de Jackson por ele ser diferente. Querem atraí-lo para o lado deles. Porém, nosso protagonista fica mais confuso ainda quando descobre que há uma divisão da CIA criada especialmente para combater os IDT's (Inimigos do Tempo), a Tempest.



Gosta de viagens no tempo? O livro tem isso. Gosta de mistérios? Tem também. Gosta de conspirações e agências secretas lutando uma guerra silenciosa? É o que mais tem. Agora experimente juntar tudo isso num único livro. Prazer, Tempest. A leitura é fluida, e a diagramação do livro ajudou bastante, de forma que a leitura não se torna cansativa. As páginas viram sozinhas e, quando você está prestes a se recuperar de uma revelação, algo ainda maior é revelado. Em pouco tempo, Jackson precisa amadurecer como nunca, e tomar decisões que podem afetar não só sua vida, mas a de muita gente.

O livro tornou-se um de meus favoritos facilmente, e nem demorei em tomar essa decisão. Se gostou do que comentei aqui, adquira Tempest o mais rápido possível. Jackson Meyer precisa salvar o mundo, mas não pode fazer isso sozinho. Ele precisa de ajuda.

Nota:


2 comentários:

  1. Ok...AGORA EU QUERO VOLTAR A LER ESSE LIVRO! adorei a resenha, eu tbm achei a leitura muito fluida, mas ressaca literária né, fazer o que, mas quero ler assim que possível, ainda mais depois de descobrir que aqueles caras são viajantes do tempo tbm, fiquei empolgada kkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu avisei, eu avisei haha
      Mas ressaca literária é complicado. Eu entendo você. Espero que tenha vontade de lê-lo logo, esse livro é sua cara haha

      Excluir