26/08/2017

[Curiosidades] Viagem no Tempo



Ah, vai dizer que você nunca quis viajar no tempo?

A ideia de viajar no tempo já é bem antiga, e tanto a literatura como as telonas / telinhas já representaram diversas maneiras de realizar esse feito grandioso e, claro, fazem isso tornar-se algo fácil. Entretanto, aqui, no mundo real, as coisas não são tão simples assim. Décadas se passaram, centenas de estudos foram feitos e, até agora (aparentemente), não foi criado um mecanismo ou qualquer outro método que permita viajar no tempo. Bom, talvez tenha sido criado e, de praxe, os governos estão escondendo de nós, meros mortais.

Como dito acima, o conceito de viagem no tempo é antigo, mas o que significa viajar no tempo? Bom, entende-se por viagem no tempo um deslocamento temporal, ou seja, você sai do presente e vai para o passado / futuro. Quem não gostaria de voltar no tempo e refazer algo, ou tomar uma decisão diferente da que foi tomada? É, é uma oferta tentadora, mas nem tudo são flores. Coisas boas aconteceriam se viajássemos no tempo, mas sabia também aconteceriam coisas ruins?


O tempo-espaço é algo bem complexo e, mesmo com o conhecimento já adquirido, ainda sabemos muito pouco sobre como isso realmente funciona. Muita, mas muita gente mesmo dedica sua vida para estudar esse tipo de coisa, e as conclusões se diferem bastante. Alguns físicos dizem ser impossível, enquanto outros se baseiam na Teoria da Relatividade de Einstein, a qual diz que a viagem no tempo seria possível caso algo pudesse ser mais rápido do que a luz.

Para se ter ideia de como o tempo é complexo, nenhum relógio na Terra é completamente preciso. Até alguns anos atrás, algumas teorias de Einstein eram consideradas "loucas". Porém, começaram a fazer sentido, como a teoria da dilatação temporal. Quanto maior a gravidade e maior a velocidade, maior a diferença no tempo. Já assistiram o filme Interestellar? É basicamente isso. O cara tá lá, viajando de boa, e parece que não passou um dia. Aqui na Terra, sua filha, antes uma criança, já alcançou a idade adulta.
Talvez, o melhor exemplo de dilatação temporal seja um um satélite GPS. O GPS de seu celular funciona porque há 24 satélites ao redor do globo, para calcular sua posição com base em quanto tempo demora para a informação alcançar seu dispositivo.



A ficção mostrou várias formas de viajar no tempo, seja em carros (franquia De Volta Para o Futuro), seja em máquinas ou até mesmo, como dito acima, viajando mais rápido do que a luz (personagem The Flash, da DC Comics, faz isso direto. Não devia, mas faz). Aqui, no mundo real, ainda não encontramos nada que possa ser mais rápido do que a luz. Teria de ser algo extremamente poderoso e cheio de energia. Máquinas do tempo? Que nada. Nem mesmo um relógio. Mas há teorias, claro. Uma delas seria usando um buraco de minhoca, também conhecido como ponte de Einsten-Rosen. A existência de buracos de minhoca ainda é hipotética mas, em tese, sua funcionalidade está logo no nome: ele funcionaria como uma ponte para um outro lugar no espaço-tempo. Você poderia atravessar um buraco de minhoca e ir parar na época do Feudalismo, ou só atravessar o país e ver o jogo do seu clube do coração.


Buraco de minhoca. Um atalho no espaço-tempo.

Imagine que as viagens no tempo tornaram-se possíveis. Você não gosta de seu avô, então decide voltar no tempo e matar sua bisavó. Mas hey, se sua bisavó morreu, seu avô não nasceu, seu pai não nasceu e, logo, você não nasceu, e sua existência seria simplesmente apagada. Nem passado, nem futuro. Você deixa de existir. Suponha ainda que você volte para o passado, cerca de dez dias antes, para dar a si mesmo a resposta de uma prova que você havia reprovado. Agora com a resposta, seu eu do passado passará no teste. Entretanto, isso mudará diretamente o que aconteceu nos dias seguintes. Quando o passado é alterado, linhas do tempo alternativas são criadas. Uma linha "principal", que é onde você vive, e uma linha alternativa, partindo do ponto que você alterou.

É, daria pra fazer umas coisas bem legais e, inclusive, criar alguns loops infinitos, como no Paradoxo da Acumulação. Você volta para o passado. No futuro, seu eu repete isso dez vezes. Ou seja, 11 versões de si mesmo no mesmo lugar, no mesmo instante. Daria também para voltar ao passado e tomar seu próprio lugar, ou seja, seu eu do futuro ficaria no passado e seu eu do passado voltaria para o futuro. No mínimo, interessante.

Infelizmente, ainda não foi comprovado que é possível viajar no tempo. ENTRETANTO, no decorrer da história da humanidade, já aconteceram coisas bizarras envolvendo viagens temporais, como no famoso Experimento Filadélfia, onde, na tentativa de criar um navio invisível aos radares, os EUA fez um navio dar um salto de quarenta ANOS no tempo, de 1943 para 1983 (saiba mais). É a única história? Não.



John Titor

Uma das histórias mais famosas quando o assunto é viagem no tempo. Nos anos 2000, num fórum, o usuário Timetravel_0, mais tarde conhecido como John Titor, deixou muita gente de cabelo em pé. No mínimo, o cara sabia muito de Física. Nesse fórum, ele contou que voltou ao ano de 1975 para "surrupiar" o computador 5100, da IBM. De acordo com ele, em seu futuro, esse seria o único computador capaz de rodar linguagens antigas. Perguntaram à IBM se deram falta desse tal computador, e a resposta foi sim. De acordo com um funcionário de alto escalão, o tal computador era dotado de uma rara interface entre seu computador e o emulador, permitindo a qualquer programador acessar TODOS os códigos da IBM. É, um baita prejuízo.

Andrew Carlssin

Em 2002, o FBI prendeu Andrew Carlssin, por suspeita de fraude, já que o mesmo ficou milionário em pouquíssimo tempo. Quando indagado sobre o que havia aprontado, ele afirmou ser um viajante do ano 2256. Como sabia o que houve naquela época, foi fácil investir na Bolsa de Valores e ganhar um troco extra. Deu ainda algumas previsões e, em troca, só pediu para voltar pra casa. Ninguém acreditou, claro. Entretanto, o FBI não encontrou nenhum registro de Andrew antes de 2002. Depois disso, o cara desapareceu, simplesmente evaporou, como se nunca tivesse estado ali.

Andrew Carlssin


Como dito no começo do post, a ficção usa e abusa de viagens no tempo. Confira abaixo uma pequena lista de filmes, séries e livros que falam sobre o tema.

Efeito Borboleta (filme)
Camisa de Força (filme)
Doctor Who (série)
Donnie Darko (filme)
Looper (filme)
De Volta Para o Futuro (filme)
Novembro de 63 (livro)
Legends of Tomorrow (série)
As Melhores Histórias de Viagens no Tempo (livro)
O Fim da Eternidade (livro)
Tempest (livro)
O Exterminador do Futuro (filme)
Questão de Tempo (filme)
Operação Cavalo de Troia (livro)

Essa é só uma parcela do que há sobre o tema, claro. Daria para ficar horas e horas falando sobre isso. Você acha que viagens no tempo são possíveis? Se pudesse, viajaria para o passado ou futuro? Deixem suas opiniões nos comentários.



4 comentários:

  1. Eu adorei o post! Viagem do tempo é o sonho de qualquer um kkkk essa história do Experimento Filadélfia eu não sabia... mas já tinha ouvido falar dessas outras e sempre fico com dúvidas, pode ser mentira tanto quanto verdade hehe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Experimento Filadélfia tem certa relação com o Projeto Mountauk, no qual se baseia a série Stranger Things.
      Olha, podia ser verdade, mas dá um cagão em pensar nas consequências que isso poderia trazer haha

      Excluir
  2. Eu me contento com o presente mesmo! Vai q algo da mto errado ..igual o carinha de efeito borboleta, se meteu em realidades alternativas mto ruins, to fora! Kk
    Bom texto jess,prbns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O conceito é super interessante, mas a prática dá certo medo haha
      Obrigado :3

      Excluir