17/01/2018

[Resenha] Surpreendente!



Ficha Técnica


Surpreendente!
Autor: Maurício Gomyde
Ano de Lançamento: 2015
Nº de Páginas: 272

E, mais uma vez, fui surpreendido por um livro fascinante!

Surpreendente! conta a história de Pedro Diniz (meu parente), um jovem recém-formado na faculdade e amante do cinema. Pedro acredita que seu amor por filmes pode mudar o mundo. Infelizmente, para ele, as coisas serão um pouquinho mais complicadas. Na adolescência, Pedro foi diagnosticado com uma doença em sua visão. Com o tempo, ele acabaria ficando cego, e isso era inevitável. Mas é possível que alguém sem visão seja diretor de cinema?


14/01/2018

[Resenha] Bom Dia, Verônica

Ficha Técnica


Bom Dia, Verônica
Autora: Andrea Killmore 
Ano de Lançamento: 2016
Nº de Páginas: 251

Ah, já fazia algum tempo em que eu não lia um livro num único dia. Mas o que posso fazer se o livro é realmente bom?

Confesso, estava com saudades de ler um romance policial que me prendesse tanto. Mas é um pouco diferente com Bom Dia, Verônica. Talvez seja o fato de que a história se passa em São Paulo, um lugar que conheço muito mais do que San Diego, por exemplo. Estar familiarizado com o local me deixou ainda mais curioso para saber aonde essa história acabaria me levando.

O livro nos conta a história de Verônica, uma secretária do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Num belo dia (nem tão belo assim), tudo passa a dar errado na vida da protagonista. Após sair da sala do delegado Carvana, uma mulher salta da janela próxima à mesa de Verônica, cometendo suicídio. Se tudo estava ruim, ficou bem pior. Como a própria Verônica disse, aquele era o primeiro dia do fim de sua vida.

13/01/2018

[Resenha] A Quinta Estação



Ficha Técnica

A Quinta Estação
Autora: N. K. Jemisin 
Ano de Lançamento: 2017
Nº de Páginas: 556

É assim que o mundo termina. Pela última vez.

Como vocês sabem, ainda estou mergulhando de boia nesse gigantesco oceano que é a literatura fantástica. Li poucos livros do gênero, é verdade, mas me encantei muito com o que vi até aqui. Felizmente, A Quinta Estação está nessa lista de livros que são surpreendentemente bons.

Se livros de fantasia precisam ser épicos, a autora acertou em cheio. Mitologia própria, cultura própria e uma trama que, aos poucos, se conecta de forma espetacular. A Quinta Estação, vencedor do Hugo Awards, é o primeiro livro da trilogia A Terra Partida. 

12/01/2018

[Novidades] Cavaleiro Negro publicará Monge Guerreiro

Um grande passo para o autor, e um grande passo para a literatura nacional!

Como vocês sabem (espero muito que saibam), além de blogueiro, também sou autor, e fico muito feliz quando um amigo autor tem uma conquista pessoal, como ter o livro publicado por uma grande editora. É gratificante para mim ver que, mesmo não tendo o reconhecimento que merecia, a literatura nacional está conquistando seu espaço no mercado literário.

E, hoje, o dia é seu, Romulo Felippe. Romulo é autor do livro Monge Guerreiro. O livro é muito bem cultuado entre os fãs de literatura fantástica e, numa enquete realizada pelo grupo Reino dos Livros, no Facebook, o livro foi eleito a melhor leitura nacional de 2017 (confira aqui). O Reino pertence ao blog Acervo do Leitor, um dos mais conceituados do Brasil. Ou seja, não foi uma vitória qualquer. Foram leitores exigentes, dando nota máxima e apostando todas as suas fichas no livro do autor.

E tudo isso, junto ao esforço pessoal do autor, deu resultado. Hoje, a Cavaleiro Negro Editora (Noite das Facas, O Lamento de Dançarino), anunciou que publicará o livro. Se eu estou feliz, imagino como o Romulo está haha
Brincadeiras à parte, parabéns, meu amigo. Saiba que nós, leitores, estamos orgulhosos de ti, e que essa seja a primeira de várias conquistas!

Sinopse: Maior rei da história da França, Luiz IX (hoje São Luiz) determina que duas das mais importantes relíquias do Cristianismo sejam transportadas dos confins da Terra Santa e da Grécia binzantina até o coração do seu reino. De Jerusalém partem os valentes Cavaleiros Templários liderados pelo grão-mestre Christopher Blancher, um experiente combatente que carrega preso à armadura a coroa mais poderosa do mundo; do Monte Meteóra, e por decisão do destino – quiçá divina –, parte o monge ortodoxo Bastian Neville, um dissidente da Ordem do Templo, cuja missão é levar de encontro aos antigos irmãos de armas a Lança de Longinus. Entre as duas relíquias sagradas, entretanto, há um rei pagão de nome Slatan Mondragone. Sua missão? Reduzir a pó todos os reinos Cristãos. E para isso uma profecia deverá ocorrer na boca do Vesuvius, o vulcão mais furioso da Europa. Com mais de oitenta personagens e combates épicos – eclodindo em um final apoteótico no coração de Veneza – Monge Guerreiro narra não uma, mas diversas odisseias no coração negro do século XIII.

Confiram aqui a resenha realizada pelo Acervo do Leitor.

Obs: a capa ainda possui o logo da antiga editora, pois a Cavaleiro Negro ainda não divulgou a capa nova. Quando ela for divulgada, atualizo o post.

08/01/2018

[Resenha] A Garota dos Olhos Azuis

Conheci a autora Karin Slaughter por acaso, mas acabei me encantando por seu trabalho. Livro após livro, sua qualidade nunca se perde, e pude comprovar isso no conto A Garota dos Olhos Azuis, meu primeiro contato com o trabalho da autora.

Julia Carroll é estudante de jornalismo, numa das melhores universidades do país. Julia vive numa época onde, dia após dia, o número de casos de violência contra a mulher aumentam, principalmente aqueles que envolvem estupro. Julia perdeu uma amiga e, recentemente, uma garota do abrigo onde ela trabalha também desapareceu. Elas fugiram? Foram sequestradas? Será que estão bem?

Nossa protagonista precisa correr contra o tempo, pois precisa entregar um artigo que estampará a primeira página num curto período. Ao mesmo tempo, precisa se proteger, para que também não se torne apenas mais uma estatística nessa horrível lista que serve de pano de fundo para o conto.

A escrita de Karin é ótima. A autora intercala presente com situações do passado da personagem, que acabam tendo relação com a situação atual em que a protagonista está. O suspense é bem trabalhado, e foi impossível não ler tudo de uma vez só. Se você gosta de um bom suspense e quer conhecer o trabalho da autora, A Garota dos Olhos Azuis é um grande passo para um vício sem volta. E, se quer algo para lhe deixar ainda mais animado, saiba que o conto é um prequel para o best-seller da autora, Flores Partidas.

Adquira seu e-book grátis aqui.

Nota: