19/10/2017

[Resenha] Vortex



Hey, crianços. Tudo bem com vocês?

Eu avisei, eu avisei. Tempest é um livro maravilhoso. Adquiri os livros sabendo de todo o potencial da história criada por Julie Cross, mas eu não sabia que a autora conseguiria fazer com que Vortex fosse ainda mais instigante e frenético do que o primeiro livro da trilogia. Bom, a própria capa do livro traz spoilers, então tentarei não revelar muito do enredo. Se ainda não leu a resenha de Tempest, confira aqui.

Após os acontecimentos do primeiro livro, Jackson Meyer tornou-se um agente da Tempest, mesmo contra a vontade de... bem, de todos. Todos acham que o garoto só é mais um riquinho tentando brincar de agente secreto. Entretanto, mesmo com tudo o que descobriu e tudo o que precisa fazer, Jackson revelou-se um ótimo agente.

15/10/2017

[Curiosidades] Caixa Dibbuk


Como já foi dito em posts anteriores, o mundo é repleto de lugares misteriosos, e até mesmo assombrados. Mas e se eu disser que, na mesma proporção, ou até mais, também existem objetos amaldiçoados? É, meus amigos, tem muita coisa amaldiçoada por aí, e uma dessas coisas é a famosa Caixa Dibbuk. No folclore judaico, dibbuk é um espírito maligno. Acredita-se que seja o espírito de alguém que teve uma vida regada de pecados.

13/10/2017

[Resenha] O Menino Que Desenhava Monstros

Hey, gente. Tudo bem com vocês?

É possível um livro ser fofo e assustador ao mesmo tempo? Claro que é.
Todo mundo namora os livros da DarkSide, e não tente negar isso. Os livros são lindos pra caramba mesmo e, além de possuir uma ótima edição, capa dura e diagramação, as histórias são incríveis. Porém, alguns livros se destacam. O Menino Que Desenhava Monstros é um desses livros, e eu lhes direi o motivo.

11/10/2017

[Novidades] Selo Jovem publicará Condenados, segundo livro de Sozinhos no Escuro


AAAAAAHHHHHHHH!!!!

Finalmente! Finalmente! Depois de quase três anos, a continuação de Sozinhos no Escuro finalmente será publicada! Eu chorei, tremi, fiquei hype overload. Se vocês acompanham o blog e minhas redes sociais, sabem que o livro estava em processo de diagramação há algum tempo. Agora, a publicação tá cada vez mais real. A editora me mandou a capa do livro, e ficou ainda mais linda do que a capa de Sozinhos no Escuro. Sabem essa capa lindona aqui do lado? É a capa de Condenados. Agora sabem porque surtei.

Se me acompanham, sabem que essa é uma grande vitória para mim. Por mais de uma vez, por vários motivos, já pensei em desistir de escrever, mas simplesmente não dá. A escrita faz parte de mim. E aqui estou eu, prestes a publicar mais um livro. De pouquinho em pouquinho, estou realizando meu sonho, e nada disso seria possível sem vocês, meus leitores. Do fundo do meu coração, muito obrigado.

Abaixo, confira a sinopse da obra, e prepare-se, pois o livro entrará em pré-venda em breve, e uma guerra se aproxima.




A vida de Jason havia voltado ao normal. Sem zumbis ou demônios, e prestes a entrar na faculdade. Mas, ao ser atacado por um morto-vivo, ele percebe que nunca estará a salvo, não enquanto for um Anjo do Apocalipse. As criaturas são mais fortes que antes e, enquanto reúne um grupo de sobreviventes, Jason tenta descobrir o que está acontecendo, e se tudo isso está relacionado com outro ataque de Mephistopheles.
Nessa continuação eletrizante de Sozinhos no Escuro, os Anjos do Apocalipse precisam confiar ainda mais uns nos outros, pois uma guerra se aproxima, e o inimigo não está para brincadeira. Em meio à tantas incertezas, eles estão certos sobre algo:
Algumas coisas se recusam a ficar enterradas.

Ainda não leu Sozinhos no Escuro? Esses links podem te ajudar.

Skoob
Facebook
Amazon
Editora Selo Jovem


06/10/2017

[Curiosidades] Aokigahara, a Floresta do Suicídio



Hey, gente. Tudo bem com vocês?

Como eu disse no post sobre a Ilha das Bonecas, há um monte de lugares estranhos no mundo, mas um monte mesmo. Acha que uma ilha cheia de bonecas soa diferente? E uma floresta onde as pessoas vão para se suicidar?

Aokigaraha, também conhecida como Mar de Árvores, é uma floresta de 35km² na base noroeste do Monte Fuji, no Japão. Além dos dois nomes citados, a floresta também recebe o singelo apelido de Floresta dos Suicídos. Mas por quê isso? Bom, o número de corpos encontrados lá aumenta anualmente, além de cartas, vestígios de rituais e até mesmo manuais sobre como realizar tal procedimento. Só em 2004, foram 108 suicídios registrados.